Minha experiência como conselheiro cristão vem de longa data.

Estar envolvido nesse trabalho faz muito sentido para mim. Nascido de uma família simples porém piedosa, aprendi desde cedo o valor da oração. Cresci em um ambiente marcado pelo alcoolismo paterno. Não foi uma experiência tão dramática como muitas que conheci, mas sim suficiente para compreender a importância de um lado funcional para uma criança. Meu pai parou de beber, tratando-se em uma clínica psiquiátrica. A partir daí muita coisa mudou.

Entendo que esta experiência primeira determinou muito das minhas escolhas profissionais. Minha primeira escolha foi estudar teologia, e logo em seguida aconteceu a minha consagração ao ministério pastoral. Anos depois, acreditando precisar de um treinamento mais se adequado, decidi estudar psicologia.

Enquanto pastor surgiram as solicitações de auxilio para casos de alcoolismo. Percebi-me completamente despreparado para atender esses casos, mas encontrei recursos em uma pequena clínica de recuperação de alcoolismo, que em São Paulo foi a pioneira no tratamento de alcoolismo associado ao Programa de Doze Passos sugeridos por Alcoólicos Anônimos.

Convidado para cooperar com aquela clínica, comecei a atuar na área de recuperação de dependências químicas, tratando de todo tipo de dependência de drogas.

Em meados de 1982, iniciamos um pequeno grupo que estudava a Bíblia junto com o Programa de 12 Passos. O grupo permaneceu junto durante um tempo mas dissolveu-se. Continuei trabalhando em clínicas e em outubro de 1990, junto com um grupo de colegas, fundamos a Clínica Vitória. Permaneci nesse trabalho até o ano de 2004, quando deixei a clínica para cuidar do Celebrando a Recuperação.

Hoje aplico o conhecimento acumulado por 25 anos de atuação em clínicas de recuperação de dependências químicas na Igreja Batista do Morumbi. Além disso temos colaborado com várias outras igrejas dando-lhes suporte para que comecem o trabalho em seus comunidades.

Consulte o seguinte blog: www.celebrando-ibmorumbi.blogspot.com e conheça mais desse trabalho.

O alvo do nosso estudo será a falsa doutrina do Evangelho da Maldição, que é um dos produtos da confissão positiva Neo-Pentecostal, e que é também chamado de Quebra de Maldições, Maldições Hereditárias, Maldição de Família e Pecado de Geração. (mais…)

Intervenção: como romper o ciclo da dependência química

A principal dificuldade em convencer um dependente químico de que ele precisa de tratamento com a dependência química e outras adicções é que frequentemente um dependente acredita que pode usar com segurança ou continuar com seu comportamento sem problema. Uma pessoa nunca abre mão dessa idéia, e como resultado, existe a morte física, algumas mortes mentais e algumas espirituais.

(mais…)

Forte instrução usada em programas de recuperação de adicções (dependência de álcool e outras drogas, jogo, sexo, pornografia, compras, etc). É inspirada em um famoso ensino de Jesus: “…não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades”. (Mateus 6:34).

A prática desse princípio: “só por hoje”, é grande ajuda para a diminuição drástica da ansiedade.

Experimente só por hoje.

O termo “adicção”é usado em vários contextos para descrever uma obsessão, compulsão ou dependencia física e/ou psicológica excessiva de drogas legais ou ilegais, comida compulsiva, jogo patológico, adicção a computadores, pornografia, etc.

A característica principal de uma adicção é a perda do controle sobre o comportamento adictivo. Um critério prático para avaliar um comportamento como compulsivo é a observação da diferença entre o planejado e o efetivamente executado. Um comprador compulsivo, por exemplo, planeja entrar em uma loja e comprar uma unidade de um produto. Isso é o que planejou. Ao sair da loja, carrega sacolas com 10 unidades do mesmo ou outro produto.

(mais…)

“‘Se você voltar, ó ISRAEL’ diz o Senhor…” (Jeremias 4:1)

Nossas batalhas são primeiramente ganhas ou perdidas nos lugares secretos de nossa vontade na presença de Deus, nunca a plena visão do mundo.

(mais…)

Homens abusivos: 10 sinais importantes de um homem abusivo

Homens abusivos são freqüentemente, eles mesmos, sobreviventes de abuso. O comportamento de um homem abusivo pode variar desde o abuso emocional, verbal, até o físico e sexual. Freqüentemente um homem abusivo emocionalmente é também um homem abusivo verbalmente ou uma combinação de todos os tipos acima. Sinais de um homem abusivo podem usualmente ser encontrados depois de alguns momentos no início da relação se você prestar atenção. Faça muitas perguntas e alguma investigação a respeito do seu passado.

(mais…)